7 de outubro de 2009

Filmadora

Filmadora (movie camera) é um tipo de câmera fotográfica, que tira uma sequência de imagens, numa tira de filme, que tem um movimento intermitente, ou seja, é tirada uma imagem, o filme movimenta, para, e tira uma outra imagem, e assim por diante. Cada imagem é chamada de quadro (frame). A velocidade da filmagem é medida em quadros por segundo (frames per second). Para assistir, o projetor executa o mesmo procedimento de movimento, na mesma velocidade, criando a ilusão de imagem em movimento. No filme comercial é utilizada a velocidade de 24 quadros por segundo. Mais do que suficiente para o cérebro não perceber a intermitência da imagem.

As primeiras filmadoras surgiram nos finais do século 19. A identificação do filme é feita pela sua largura, medida em milímetros. Existiram diversos tamanhos, desde 8mm até 75mm, mas os mais conhecidos são de 8mm, 16mm, 35mm e 70mm em Imax.

35 mm: Em 1909 foi considerado como padrão e é utilizado até hoje para filmes comerciais. Este filme acabou ficando como padrão também para as máquinas fotográficas.

16 mm: Foi introduzido em 1923, na tentativa de popularizar a filmagem.

8 mm: A popularização ocorre realmente com o 8mm, iniciado em 1932. Começando a filmagem amadora e o cinema caseiro. Junto com o filme de 8mm, foi muito popular o sistema Double 8 (duplo 8), que utilizava um filme de 16mm, que inicialmente filmava na metade do filme, acabando, virava e filmava na outra metade, após a revelação era cortado no meio e emendado.

Em 1965 foram lançados os filmes de 8mm em cartucho (cassette), simplificando bem o seu manuseio. Neste filme a perfuração foi reduzida, e por isso a área para a imagem ficou ampliada. A Fuji Film lançou o Single-8 (em vez de rapid 8, por causa do Super 8 da Kodak), junto com a filmadora Fujica single-8 P1. O da Kodak chamava Super 8, que ficou bem mais popular mundialmente. Apesar de utilizarem o mesmo tipo de filme, eram incompatíveis, por causa do cartucho ser diferente. A filmadora ficou realmente portátil e elétrica, operada a bateria e algumas com a capacidade para a gravação de som. Até hoje existem adeptos, apesar da dificuldade em encontrar o filme, alegando que a imagem produzida na película de um filme é bem superior a da filmadora digital. Após a revelação, é feita a digitalização e a edição.

Relação de aspecto dos filmes

Nos filmes comerciais, a relação de aspecto da imagem passou por diversas mudanças. A padronização do formato da academia nos filmes de 35mm, inicialmente era de 1.37:1 (bastante próxima da TV, que é de 4:3). Veja mais em Formato de tela e relação de aspecto.

Em 1952, para incentivar o cinema, que sofria a grande concorrência da TV, a Twentieth Century Fox, introduziu a tecnologia de widescreen, chamada de CinemaScope. Com a utilização de lente anamórfica, que comprime a imagem na horizontal para a metade (2:1), no mesmo filme de 35mm, conseguiu-se a filmagem com a relação de aspecto de 2.35:1. Na projeção, utilizando uma lente anamórfica complementar, a imagem é recuperada no formato original, e apresentada numa tela ampla.

A utilização da lente anamórfica, era para ter o aproveitamento máximo da área do filme de 35mm, pois se utilizasse uma lente normal, ficaria uma boa área em vazio, e reduzindo a qualidade da imagem (imagem muito pequena, como mostra a figura). Assim não houve a necessidade em alterar o filme para 70mm, e consequentemente todos os equipamentos envolvidos (até na projeção). O maior fornecedor da lente anamórfica é a Panavision.

Desde 1970, a relação de aspecto mais comum para os filmes de 35mm, que gravam trilhas sonoras nas laterais, é de 1.85:1, para não anamórficos (um pouco maior do que 16:9), e de 2.39:1 (ou 2.40:1 arredondado) para anamórficos.

Anamórfico vem da palavra grega anamorphosis, que significa remodelar.

Veja também:
Filmadora de vídeo
Filmadora de alta definição
Filmadora Full HD compacta
Formatos de vídeo HD
Filmei, e agora?

Nenhum comentário:

Postar um comentário